“Não escrevo algo no papel para alguém achar bonito. Escrevo para poder ler lá na frente e rir da minha própria dor. ver como superei tudo. Então não se assuste com meus textos deprimentes. São eles que me motivam a lutar.” – Ilusões de Esther (Tumblr)

Anúncios

Odeio conversas curtas. Quero falar sobre átomos, morte, aliens, viagens, sexo, inteligência, o significado da vida, as galáxias distantes, as mentiras que você disse, suas falhas, seus aromas favoritos, sua infância, o que mantém você acordado à noite, suas inseguranças e medos. Eu gosto de gente com profundidade, que fala com a emoção de uma mente confusa. Não quero saber de “e ai, novidades?”.

[Tom Toledo]

“Te quero. Te quero molhado, com o cabelo despenteado, com cara de sono, com sorriso malicioso, com olhar sincero. Te quero sorrindo, bravo, nervoso, emburrado, feliz, chateado, triste. Te quero lindo, te quero feio, te quero desarrumado, te quero perfumado. Te quero na sala, no quarto, na rua, tanto faz. Te quero aqui, te quero acolá. Te quero para transformar eu e você em nós.”

Tati Bernardi.